Quando não há ordem nos armários da cozinha, a rotina pode virar um caos: é a pilha de frigideiras que despenca; a gaveta lotada que trava; os potinhos de temperos que insistem em desaparecer… Situações que rendem muita irritação e perda de tempo! Escapar dessa cilada vale a pena e é mais fácil do que parece. A seguir, ensinamos a cartilha básica de uma arrumação impecável. Confira algumas dicas:

Utensílios e mantimentos compartilham o mesmo armário? A primeira providência é acomodá-los em prateleiras separadas. A prateleira mais baixa destina-se aos acessórios pouco usados. Se você faz grandes investidas culinárias diariamente, por exemplo, vale a pena usar o espaço para enfileirar assadeiras e fôrmas. A área ainda pode abrigar panela de pressão e produtos de limpeza para reposição – devidamente acomodados em um cestinho.

Nas prateleiras ao alcance das mãos, guarde o que entra e sai do armário com frequência, como temperos, guardanapos e mantimentos em uso. Cestinhas podem ajudar a separar cada conjunto. Identifique os recipientes que armazenam alimentos diferentes. Há modelos que já vêm com essa indicação (potes de arroz, feijão, açúcar, por exemplo), mas também é possível usar a criatividade e inventar etiquetas charmosas.

Para ganhar espaço e dar um ar de casa da vó, coloque os alimentos abertos em vasilhas com tampa. Não precisa ser daquele tipo que já determina o que deve ser colocado, com tiras de papelão, caneta e fita dupla face, faça etiquetas e personalize seus potes.

Reserve um dos nichos para as travessas e tigelas de louça e vidro – lembre-se de que elas são frágeis e tome cuidado para não exagerar no tamanho das pilhas. Reúna as peças de acordo com o material, o formato e o tamanho.

Os potes de plásticos, às vezes de sorvete, ideais para fazer uma quentinha para os familiares, se acumulam no armário e pode atrapalhar a dinâmica da cozinha. Empilhe-os de forma organizada e não os tampe. Com um cestinho organizador coloque as tampas em ordem de tamanho.

Os condimentos de uso diário podem ficar acomodados em cestinhos organizadores. Tire-os dos saquinhos de origem e coloque em potes funcionais. – Uma ideia de reaproveitamento muito boa é utilizar a vasilha em que vêm os talheres recém-comprados, depois de devidamente higienizada, para guardar espaguete.

Uma boa forma de organizar a parte de cima do armário é deixar os objetos de uso cotidiano. Pratos organizados por ordem de tamanho e xicaras já acompanhadas de seus pratinhos facilitam o dia a dia. O módulo aéreo é perfeito para acomodar aparelho de jantar, copos e outros itens usados todos os dias, que devem estar sempre acessíveis. Um truque para ganhar espaço é sobrepor duplas de xícaras e pires.

Dispor de um divisor de talheres é a melhor forma de organizar os utensílios. Separe garfos, facas e colheres dos talheres de sobremesa e dos utensílios maiores como facas gourmet. Usar a primeira gaveta é mais pratico no dia a dia.

Reserve uma gaveta para panos de prato, toalhas de mesa e aventais e outra para jogos americanos – caso o material permita, enrole-os e prenda-os com um elástico. Rolos de plástico filme e de papel-alumínio também podem ficar ali. Dobrados de forma correta e colocadas na segunda gaveta panos de prato, jogos americanos, luva de cozinha e aventais ficam com acesso fácil.

Há prateleiras abertas? Exiba só o que agradar aos olhos. Organização é fundamental, mas, se aliada à beleza, fica melhor ainda. Sobre bancadas compactas, a regra é não entulhar. Reserve espaço apenas para o que for indispensável à lavagem da louça, como detergente, esponja e escorredor.

Fonte: Casa Abril