A decoração em papel de parede é algo sofisticado. Muda completamente a atmosfera de qualquer ambiente, e também foge um pouco do óbvio da parede pintada em uma única cor. Existem alguns pontos a se considerar quando se deseja optar pela decoração em papéis de parede. A seguir, 3 dicas básicas extraídas do blog “Morando Sozinha“, de Franciele Guarnieri.

1) O Estilo do Papel
Hoje em dia existe uma infinidade de modelos, desde os mais básicos aos mais trabalhados. Algumas estampas são lindas, mas antes de selecionar quais seus modelos favoritos, você precisa definir qual estilo de papel ficaria legal na sua casa.
A primeira coisa a pensar é: “O que eu já tenho?”. Muitas pessoas enxergam o papel de parede como uma forma de dar uma renovada no ambiente (e realmente é), mas nem todos os papéis vão ficar bonitos na sua casa, pois tudo depende dos móveis existentes na casa. E é nessa hora que se deve pensar em qual estilo ficaria mais bem combinado com os móveis da casa. Um mais básico? Mais decorado? Com listras?

2) Quanto mais chamativo, mais desagradável
Uma triste notícia para quem viu um papel de parede todo florido e ficou “morrendo de amores”. Quanto mais chamativo, mais desagradável se torna.
Uma estampa forte às vezes cansa. Optar por tons mais claros ao invés de papéis com tons floridos e com cores mais intensas, é uma boa alternativa. Porém, depende muito do estilo de cada um.

3) Limitações
O papel de parede também limita um pouco a decoração da sua casa. O exemplo do papel florido, mencionado anteriormente, alguns itens da casa deverão estar com cores ou estilos diferentes. Isso, para não se tornar algo monótono no ambiente. – O florido da parede e o florido da roupa de cama, por exemplo, é algo que se deve levar em consideração.
Outro ponto que vale ressaltar é que se você fizer alterações nos papéis de parede da casa, com certeza você vai ter um trabalho enorme para tirar. O papel de parede estraga sim a parede na hora de retirar.
Contudo, o papel de parede é um ingrediente a mais quando se trata de estética e beleza da estrutura do lar.